Historia

Desenhista perde cachorros devido à doença e cria ilustrações deles para lidar com o luto

Desenhista perde cachorros devido à doença e cria ilustrações deles para lidar com o luto

O artista vietnamita “Dango Dango Art” (nome real desconhecido) resolveu ilustrar as histórias dos seus cachorrinhos como uma forma de terapia para lidar com o falecimento deles.

“Eu adotei dois cachorrinhos de rua com a ajuda do meu irmão e de sua namorada, que serviram como ‘co-pais’; foi uma grande responsabilidade, mas nos apaixonamos por eles completamente,” diz o artista.

Infelizmente uma doença chamada vírus da esgana canina, caracterizado por uma infecção sistêmica, com especial incidência no sistema gastrointestinal, sistema respiratório e sistema nervoso, levou os dois mais cedo que se previa.

Por falta de conhecimento e dinheiro, o homem que resgatou os cachorrinhos não os levou ao veterinário para vacinação, o que fez o bando inteiro (9 cães adultos e 6 filhotes) fossem infectados ao chegarem no abrigo – o vírus é fatal em boa parte dos casos: um cão adulto tem 60% de chance de sobreviver, mas um filhote tem apenas 10%

“Eles [o abrigo] nos deram dois filhotes sem saber que estavam infectados. Mesmo assim, logo descobrimos os sintomas e os levamos para a clínica veterinária… porém era tarde demais,” conta Dango.

A sociedade vietnamita carece de leis de controle e regulação sobre animais de estimação e controle de doenças, de modo que muitos cães em situação de rua circulam doentes pelas ruas.

Entidades não-governamentais têm se unido para pressionar por leis mais abrangentes e rígidas, além de buscar mais eficiência no resgate de animais, muitas vezes espontâneo e desorganizado.

Confira as ilustrações de Dango Dango Art:

#1

“Vocês dois foram abandonados, porém muito jovens para entender o que isso significa.
Ambos foram adotados, ainda muito jovens mas vocês sabiam que ficariam seguros.
Ambos completamente indisciplinados…”

#2

“Mas vocês eram jovens, nós poderíamos aprender uns com os outros.
Mas Deus, porque a vida é tão injusta?”

#3

Tudo aconteceu tão rápido…
…e vocês ainda eram muito jovens pra ter força para lutar contra [a doença].
Eu desejava vê-los crescerem, mas não pude.

#4

Eu pensei que poderia salvá-los, mas não pude.
Sinto muito…
Por favor sejam felizes e permaneçam saudáveis em suas próximas vidas.

Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Tradução e adaptação por amo meu peludinho, da matéria originalmente criada por Bored Panda.

Comentários no Facebook