Historia

Homem arrisca a vida para salvar seu cão preso em incêndio

Homem arrisca a vida para salvar seu cão preso em incêndio

O paisagista Jose Guzman arriscou sua vida ao cruzar a linha anti-incêndio de uma brigada de bombeiros para salvar seu cachorro, que estava dentro da casa, em chamas.

Os bombeiros gritaram para Jose recuar, mas ele, num súbito gesto de coragem, entrou em sua casa para salvar o companheiro. Eles moram no bairro Pala, em San Diego, Califórnia.

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o paisagista ignorando os apelos da brigada, que tentou impedi-lo de entrar conforme lutavam contra as chamas que tomaram o carro e a casa de Jose.

Minutos depois, ele surge com o cachorro, aparentemente ileso. Já Jose teve queimaduras no braço e no rosto.

Vizinhos e curiosos que acompanhavam a situação ao longe ficaram chocados com as ações do paisagista.

Em entrevista ao ABC10 News, ele disse não se importar com coisas materiais, tudo que queria era salvar seu pitbull, Gabbana. “Quando corri em direção à cortina de fogo onde ficava a minha van e a cerca, não sabia o que estava por trás disso.”

“Eu sabia que meu cachorro estava ali. Corri para dentro da casa, tentei ficar no meio das chamas [para não me queimar], mas não conseguia ver nada,” relatou.

Jose encontrou Gabbana escondida dentro do banheiro, levando poucos segundos para tirá-la de casa.

‘Ela faz parte da família”.

Ao final, acrescentou: “Tudo o que eu queria era pegar meu cachorro. Não hesitei, só tive que pegá-la, ela faz parte da família”.

A família do californiano – esposa e três filhas, – morava na casa há apenas dois meses. Infelizmente, eles perderam tudo – tanto a casa, quanto o carro ficaram completamente incendiados.

“Amamos nosso cachorro. Tenho certeza de que há pessoas que fariam o mesmo,” disse Jose.

Os bombeiros desencorajam atos de heroísmo individuais, ainda mais de pessoas destreinadas e pouco preparados para esse tipo de perigo, mas valorizaram o “final feliz” de Jose e seu pitbull.

Ninguém mais ficou ferido no incidente. A vizinhança agora tem se organizado para ajudar a família através do site de financiamento coletivo GoFundMe.

Fonte: Razões Para Acreditar

Comentários no Facebook