Historia

Homem viaja 4500 quilômetros para salvar pitbull de ser sacrificado

Homem viaja 4500 quilômetros para salvar pitbull de ser sacrificado

Mario Rodriguez teve pit bulls por toda a vida; ele adora cachorros como um todo, mas especialmente esta raça.

Rodriguez conta que todos os pit bulls que teve sempre foram dóceis e amigáveis.

Em 2018, Rodriguez perdeu seu companheiro, King. Rodriguez o amava muito e ficou bastante arrasado com a perda.

“Parecia que uma parte da minha alma havia sido levada junto dele,” disse Mario ao The Dodo. “Eu não poderia salvá-lo, mas vou salvar um pit bull em nome dele.”

Em agosto de 2018, Rodriguez, que trabalha como entregador, estava fazendo uma entrega na Califórnia, quando recebeu um texto de sua esposa. Ela enviou-lhe um link de um abrigo para adotar um pit bull que estava em Nova York.

Rodriguez se apaixonou pelo pitbull, Hickory, no primeiro momento em que o viu. Rodriguez imediatamente decidiu que ele queria adotar o cachorro.

Esse sentimento ficou ainda mais urgente quando soube que Hickory estava na lista de animais que seriam submetidos à eutanásia em breve pelo abrigo.

Rodriguez contatou seu empregador e, felizmente, eles conseguiram agendar uma rota de entrega para ele que passasse por Nova York.

Então, Rodriguez partiu em direção às Nova York, 4500 km distante dali.

Ele ligou para o abrigo e disse que chegaria em alguns dias, assegurando que Hickory ficaria bem. Apesar disso, ainda ficava aterrorizado com a possibilidade do cãozinho ser sacrificado.

“Eu fazia de tudo para cortar caminho e ganhar alguns quilômetros até Nova York todo dia. Além disso, ligava para o abrigo todos os dias para saber da situação dele.”

Finalmente, após seis dias sem parar de dirigir, Rodriguez chegou ao abrigo ACC Shelter, no Brooklyn, Nova York. Hickory estava esperando em seu canil.

“Eu estacionei meu caminhão e corri para dentro”, disse Rodriguez. “Assim que Hickory me viu, ele literalmente quase pulou pela porta do canil. Eu disse: ‘É isso aí, amigo! Nós estamos indo para casa!’”

Rodriguez ficou impressionado com a rapidez com que Hickory se simpatizou com ele.

“Parecia que ele estava esperando por mim”, disse Rodriguez. “Foi tão estranho. Nós tivemos uma conexão instantânea. Nunca tive um cachorro que se apegasse a mim tão rapidamente em toda a minha vida”.

Depois de preencher toda a documentação de adoção, Rodriguez e Hickory foram para a casa do entregador na Geórgia.

Enquanto seguiam pela costa leste, o par se uniu ainda mais. Rodriguez ficou muito feliz por ter dirigido tanto para salvar o pit bull – ficou claro que os dois estavam destinados a ficar juntos.

Quando Rodriguez chegou em casa na Geórgia, ele apresentou Hickory para seus dois outros pit bulls, Cooper e Angel. Os três irmãos se deram bem e eles rapidamente começaram a fazer tudo juntos.

Gostou da matéria? Compartilhe este artigo. Isso nos ajuda a espalhar bons conteúdos nas redes sociais. Obrigado!

Comentários no Facebook